quinta-feira, novembro 06, 2008

A ESTUPIDEZ DE UMA LEI

É inacreditável que exista uma lei que pune um jogador por festejar um golo tirando a camisola.

Ainda para mais quando quase de certeza (não vi o jogo, nem imagens) acredito que o jogador tinha outra por baixo por causa do frio.

Então quando este amarelo leva à expulsão de um jogador, a injustiça fica ainda maior.

Os golos são a essência do futebol. São os golos que trazem a alegria ao espectáculo e como tal os artistas têm o direito de ficarem contentes quando marcam golos.

No caso de Lucho acredito que a carga emocional de marcar um golo que dá a vitória em período de desconto, num jogo de vida ou morte para a sua equipa, é de tal maneira elevada, que é humanamente impossível pensar racionalmente e não festejar efusivamente.

Merece este jogador ser castigado? Não.

Merece a sua equipa ficar prejudicada nos próximos jogos? Não.

Já sei que me vão dizer que a lei é para todos.

Esta lei é estúpida.

Já sei que me vão dizer que um profissional tem que ser racional.

Tretas. Em qualquer profissão que se consiga atingir um objectivo que estava praticamente impossível de ser atingido e que é de vital importância para a empresa, a reacção vai ser de euforia e irracionalidade. Deve este profissional ser punido com uma semana de falta ou com o despedimento? Não.

Mas a Fifa é que sabe, soberba na sua opulência de quem vai caminhando para um destino e futuro que quem sabe não será aquilo que poderia ser.

Etiquetas: , ,

1 Comments:

At 12:35 da tarde, Anonymous Ex Praticante said...

Caro SPN..

Permite-me que discorde do fundamento do seu post e passo a explicar o porquê.

Há milhentas formas de festejar um golo por mais ou menos importância que o dito possa ter. Ora, se os jogadores sabem das regras do jogo, porque raio continuam a insistir no erro/infantilidade?

Burrice? Esquecimento? Sangue quente? Acredito mais na burrice..

Um clube que gasta ou investe milhões e são muitos milhões de euros na contratação de jogadores, quer e tem a obrigação de exigir que façam golos ou que contribuem para tal, também quer que os jogadores façam-no com a camisola do clube vestida!! Porquê? Porque aparece nos jornais e na TV o golo do clube, do atleta mas com a camisola que tanto dignifica o clube!! Sempre considerei o jagdor que despe a camisola para festejar um golo, mais preocupado consigo do que o clube que representa.

Daí que acho uma extrema burrice o facto de se tirar a camisola e abaná-la como se fosse um cachecol. Camisola é camisola e os jogadores têm de a ter vestida e não tirá-la!

Agora falando um pouco do caso específico do excelente atleta e capitão Lucho Gonzalez, penso que a ansiedade é tão grande que se vive no seu clube, que ele se esqueceu que já tinha um amarelo e não obstante disso é CAPITÃO de um grupo de homens que deveria dar o exemplo. Sai o atleta, os companheiros de balneário, o clube e os adeptos, prejudicados por uma infantilidade absurda, já batida bastante vezes e mesmo assim, não aprendem!

Caro SPN..Fala de profissionais. Os profissionais não podem ter reacções destas. Podem ter euforia mas não irracionalidade. Admito o facto nas camadas jovens mas não num grupo de homens que ganham muito e lesam o clube desta forma.

É que pode acontecer o seguinte: Os jogos que o clube venha fazer sem o atleta, ausente por castigo, pode PERDER!! E depois como é? Não pode ser.

 

Enviar um comentário

<< Home